Curta a nossa página
Tefe
+27°C

Siga-nos nas Redes Sociais.

Informações:

(97) 9 8121-7911
rbrandao.semcom.pmt@gmail.com
back to homepage

Gabinete do Prefeito

Normando Bessa de Sá, 42 anos, PMN, empresário, funcionário público e empreendedor social. Formado em administração, o novo prefeito de Tefé tem como desafio tirar o município do retrocesso.

Com uma campanha política sem recursos financeiros, simples, planejada e organizada, Normando Bessa de Sá consolidou uma vitória histórica em Tefé. O caminho pelo qual o candidato a majoritário da coligação “Somos todos Tefé” trilhou foi o debate com a comunidade, oportunidade em que Normando, após uma breve exposição dos problemas de gestão no município abria para seus expectadores, que sentados, em sua maioria, deixavam essa condição para participar, apontando problemas e sugerindo soluções.

Ao contrário dos concorrentes que representavam grupos grandes de políticos antigos e atuais e mobilizavam grandes aglomerações, formavam claques e estruturas de grandes espetáculos políticos, Normando optou por um formato que valorizava a família. Reunia poucos, mas levava para as reuniões de campanha pessoas que queriam participar do debate ou que se sentiam motivados a ouvi seu grupo, formado por pessoas simples, pais de famílias e trabalhadores voluntários da militância. Jovens e idosos, além de crianças ajudavam a preencher as poucas mais de 60 cadeiras colocadas a disposição do público em seus debates, mas o suficiente para reafirmar o desejo da comunidade e consolidar o princípio da gestão participativa.

Foram inúmeras as manifestações do público pela insatisfação de gestores que entraram e saíram sem trazer nenhum resultado para a população. Como também foi grande a demonstração de acolhimento do grupo da coligação pelas pessoas que se apresentavam nas reuniões, às vezes mais acanhadas e em outros momentos bem à vontade para apresentar suas pautas de reivindicação. Assim o grupo iniciou e finalizou a campanha. Com a diferença de que na reta final dos trabalhos o volume de adeptos à campanha já era visível e já não se limitava mais a um pequeno grupo, mas uma grande quantidade de pessoas empenhadas a mudar o destino de sua cidade.

O fenômeno Normandinho

Lançados na campanha eleitoral de 2012 quando disputou sua primeira eleição para prefeito, Normando lançou os bonecos Normandinho, o sucesso os trouxe para o pleito de 2016. Assediados pelas crianças, jovens e até por adultos, os bonecos viraram uma febre, um Market triunfal de campanha, uma combinação perfeita na simbologia de um boneco alegre e uma música dançante. O imaginário infantil deu asas às crianças e em cada casa e cada esquina por onde o único carro de campanha circulava a correria da meninada era fato. O carro trazia como aviso o som da música “a mudança chegou...” e todo mundo corria pra ver, até os adultos. Nos locais de reuniões não era diferente e entre cumprimentos e selfes os Normandinhos já estavam dando até autógrafo.

A vitória e o grito de liberdade

Depois de um início sofrido em terceiro lugar, o grito do segundo lugar e finalmente virada. A vitória foi uma explosão de alegria e entre lágrimas discretas e choros expressivos de alegria militantes e simpatizantes fizeram da concentração da coligação, no Centro da cidade, uma apoteose à liberdade. Esse era o sentimento mais presente nas pessoas que comemoravam a vitória do 33.

“Vencemos o medo, vencemos o dinheiro. Ganhamos no debate e nas propostas. Representamos uma esperança e demos o primeiro passo para a reconstrução de Tefé. - Viva a democracia! - Viva a liberdade! Parabéns pra nós que sonhamos e que lutamos por dias melhores! Quem duvidou de nós que aprenda e se conscientize de que a dinâmica da vida muda muita coisa, inclusive o pensamento e as decisões das pessoas. Somos todos Tefé!”, comemorou um militante.

Depois de quase 20 anos um Bessa volta ao cenário político para tirar Tefé do buraco

Há quase vinte anos um Bessa representava o atraso na folha de pagamento, o descrédito de fornecedores e de funcionários da prefeitura, o mau uso do recurso público, o dinheiro que não ia para saúde e para a educação.

Quase vinte anos depois um Bessa volta ao cenário, agora como uma esperança. O primeiro, o tio, Hélio Bessa; o segundo, o sobrinho, Normando Bessa de Sá. Momentos e personalidades diferentes marcadas pelas diferenças. Tem em comum o sobrenome e a genética da família. Para quem duvida e para quem acredita o tempo nos mostrará de que forma se eternizarão os Bessas.