Tefé Futsal se despede da Copa Rede Amazônica 2019, mas cabe recurso. Entenda o caso. - Prefeitura de Tefé

Tefé Futsal se despede da Copa Rede Amazônica 2019, mas cabe recurso. Entenda o caso.

Compartilhe com os amigos!
329Shares

Na noite da última terça-feira (19), a equipe de Tefé, Tefé Futsal perdeu nos pênaltis a partida contra a equipe Náutico Sangue de Boi. O jogo ocorreu na Arena Amadeu Teixeira, em Manaus, e era válido pelas oitavas de final da Copa Rede Amazônica de Futsal 2019.

A Tefé Futsal esteve sempre a frente do placar, marcando por primeiro e um pouco antes de terminar o primeiro tempo acabou cedendo o empate. Na segunda etapa, a seleção da Terra da Castanha voltou a ficar na frente, porém um pouco antes de terminar o segundo tempo, novamente a equipe Náutico Sangue de Boi conseguiu empatar.

A partida então foi para os pênaltis. O primeiro a cobrar foi Tefé, e desperdiçou. O primeiro a cobrar pelo Náutico converteu. Na segunda rodada, o atacante tefeense converteu, e o arqueiro tefeense defendeu. Foi então que começaram as batidas alternadas e novamente Tefé desperdiçou. Náutico fez e a partida acabou.

Após a partida, torcedores iniciaram um levantamento em relação ao descumprimento por parte do time do Náutico Sangue de Boi ao escalar de maneira irregular o atleta Andson de Sousa Costa, como goleiro linha.

O atleta Andson de Sousa Costa durante partida

No Art 26 do CAPÍTULO VI – DO SISTEMA DE DISPUTA, estabelece que o goleiro – linha deverá estar com uniforme diferente de seus companheiros e da equipe adversária, porém, com o mesmo escudo e a mesma numeração registrada em súmula, fato esse desrespeitado pela equipe. No lance do segundo gol da equipe do Náutico Sangue de Boi, o jogador estava participando diretamente da jogada e confundindo-se entre os atletas, pois o mesmo desrespeitava o regulamento. Ao final do jogo, o Náutico Sangue de Boi marcou o gol que lhe deu o empate e levou a partida para os pênaltis no qual resultou na sua vitória, agora reclamado pelo nosso clube.

De acordo com o Livro Nacional de Regras da CBFS , quando qualquer jogador entrar na função de goleiro linha, com colete ou camisa vazada, camisa da mesma cor ou semelhante à de sua equipe ou da equipe adversária, número diferente do que estava usando, os árbitros devem paralisar o jogo e advertir, com cartão amarelo, por estar indevidamente uniformizado, anulando qualquer vantagem obtida, por infringir a regra.

Por isso, a equipe Tefé Futsal deverá entrar com recurso solicitando a vitória da partida, uma vez que foi detectado a irregularidade na escalação do goleiro linha por parte da equipe adversária e a participação efetiva do atleta no resultado da partida.

Abaixo é possível ver o vídeo da partida que comprova o fato aqui narrado.

Deixe um Comentário
Compartilhe com os amigos!
329Shares