Curso de Cultivo sustentável de mandioca é realizado na Comunidade Cairara, em Tefé - Prefeitura de Tefé

Curso de Cultivo sustentável de mandioca é realizado na Comunidade Cairara, em Tefé

Compartilhe com os amigos!
142Shares

A Prefeitura Municipal de Tefé, através da Secretaria Municipal de Produção e Abastecimento, em parceria com a Embrapa, IDAM e IFAM realizou no período de 5,6 e 7 de novembro, na sede da Comunidade Cairara, Lago Caiambé, em Tefé, o curso Produção Sustentável de Mandioca no Amazonas.

Direcionado a agricultores, técnicos de extensão rural e estudantes de áreas voltadas à agricultura, a capacitação teve o objetivo de orientar sobre o cultivo sustentável de mandioca adotando recomendações técnicas desenvolvidas pela Embrapa.

O curso é uma atividade do projeto Tecnologias para agregação de valor e produção sustentável de mandioca por produtores familiares na Amazônia (Mandiotec), projeto que é apoiado pela Prefeitura de Tefé e coordenado pela Embrapa, é financiado pelo Fundo Amazônia e tem duração de 2 anos e envolve seis comunidades do Caiambé, além do distrito.

De acordo com o Secretário da SEMPA, Antônio Nascimento, o curso é um termo de cooperação técnica com a Embrapa, incluido outras capacitações.

“Estamos na primeira etapa do projeto que deve ser concluido em setembro de 2021. O curso foi muito motivador, mais de 30 produtores participaram da capacitação, que é tanto na área econônomica quanto na social, e com certeza isso vai alavancar a economia de nossa região, com as tecnologias que estão sendo desenvolvidas nem nossas comunidades”, declarou o Antônio.

O treinamento foi ministrado pelos pesquisadores da Embrapa Amazônia Ocidental, Inocêncio Junior de Oliveira e João Ferdinando Barreto, que abordaram no curso informações sobre a importância da mandioca para o Amazonas, cultivares, época de plantio, escolha e preparo do solo, seleção de manivas, multiplicação de material propagativo de mandioca, espaçamento e população de plantas, adubação de plantio, controle de plantas daninhas, adubação de cobertura, uso de leguminosas no cultivo de mandioca em ecossistema de terra firme, pragas e doenças, colheita, consórcio e rotação de cultura e resultados de pesquisas da Embrapa.

De acordo com os pesquisadores, o sistema de cultivo atual da mandioca no Amazonas apresenta baixa produtividade e isso inviabiliza o atendimento pleno da demanda de farinha e fécula (goma) aos consumidores e à indústria no estado. Por esse motivo, busca-se alternativas tecnológicas capazes de contribuir para o desenvolvimento e sustentabilidade da agricultura familiar, especialmente a quem tem como base produtiva a mandioca.

O projeto é voltado para transferir e introduzir tecnologias para o aumento da produtividade, viabilidade socioeconômica, e ambiental com agregação de valor a cadeia produtiva da mandioca na região amazônica. Como aternativa ao sistema de corte e queima, também busca disponibilizar conhecimentos sobre estratégias diferenciadas de manejo e conservação do solo para o cultivo de mandioca na Amazônia.

O Mandiotec faz parte do do conjunto de 19 projetos da Embrapa que formam o Projeto Integrado para a Produção e Manejo Sustentável do Bioma Amazônia, financiado com recursos do Fundo Amazônia e operacionalizado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Deixe um Comentário
Compartilhe com os amigos!
142Shares